A Dieta Sensorial – Tratamento de Transtorno de Integração Sensorial

Se a criança tem sintomas de Transtorno de Integração Sensorial converse com seu médico (Pediatra ou Neuropediatra) que podem encaminhá-lo a um Terapeuta Ocupacional especialista na abordagem Integração Sensorial para uma avaliação. Ela pode fazer-lhe perguntas sobre comportamento, hábitos alimentares, ou preocupações de desenvolvimento em sua avaliação. Ela pode usar um questionário padronizado(Perfil sensorial) para avaliar o seu filho para disfunção sensorial.

A Dieta Sensorial

 
Que é uma “dieta sensorial”? Não, esta não é uma dieta de apenas determinados alimentos ou calorias determinado. Uma dieta sensorial é um termo usado para descrever as atividades sensoriais que são usadas para tratar crianças com Transtorno de Integração Sensorial. Seu terapeuta ocupacional irá criar um “menu” de atividades para fazer com seu filho. Ela terá que realizar essas atividades em uma ordem específica para criar uma “refeição” sensorial ou “snack”. Assim como as dietas nutricionais, a dieta sensorial é projetado para as necessidades sensoriais de seu filho. Seu terapeuta ocupacional irá criar um plano de atividades para fazer durante o dia.
Uma dieta sensorial é um programa de atividade planejada e programada, que inclui uma combinação de alertas, calmante, e organização de atividades. É baseado no princípio de que certas atividades que terão um efeito modulador sobre o sistema nervoso, por um período de tempo limitado e, portanto, deve ser repetido durante todo o dia. Através do uso de uma dieta individualizada sensoriais, incorporando toque pressão profunda, o trabalho pesado, e movimento, uma pessoa torna-se mais concentrada, adaptáveis e habilidosos em suas atividades diárias.
Ensine as crianças a regular o seu sistema sensorial com a Dieta Sensorial
– Movimento e equilíbrio (vestibular)
– Movimento e Resistência (propriocepção)
– Tátil
– Motor-Oral
– Visuais, auditivas e olfativas

 

 

 

Atividades que são tipicamente de ALERTA sensorial
– andar rápido, pular, saltitar, polichinelo,pular corda, trilha com obstáculos( cama elástica, tábua de equilibrio, balanço)
–  música – freqüências mais baixas que provocam o movimento (bateria), enquanto que as freqüências mais elevadas podem envolver a atenção (flautas)
– temperaturas frias (incluindo alimentos)
– escovação rápida e toque leve e profundo
– movimento rápido, especialmente rotação
– sabores azedo ou picante
– usar os músculos para o “trabalho pesado” de empurrar, puxar, contra a resistência (tende a ser tanto de alerta e de organização, isso pode ajudar a diminuir “motores muito rápido” e aumentar “os motores muito lento”)

 

 

Atividades para ACALMAR o nivel sensorial

 

– Atividades táteis (pintura,argila,areia,massinha, água, colagem com cereais (feijão)

– música lenta (clássica ou sons de natureza – pássaros,ondas, água)
– toque de pressão constante e firme, ou apertar (abraço forte, compressão profunda,sentar em cima de almofadas ou puff)
– usar os músculos para o “trabalho pesado”(empurrar uma parede, puxar uma corda, carregar livros)
– sabores doce (pirulito, suco com canudinho)
– movimentos lineares lentos com ritmos(rede e balanço)
– Relaxamento com pressão profunda
– massagem toque profundo
-Relaxamento.
 
Johanna Cordeiro Melo Franco
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s